Ter, 10 de dezembro de 2019, 08:58

Capes aprova primeiro mestrado acadêmico do campus de Itabaiana
Ciências Naturais deve lançar edital ainda em dezembro
Foto: arquivo/Adilson Andrade/Ascom UFS.
Foto: arquivo/Adilson Andrade/Ascom UFS.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aprovou a abertura do primeiro curso de mestrado acadêmico do campus de Itabaiana. Trata-se do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais. O resultado foi divulgado em 26 de outubro.

CONHEÇA OS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFS

O mestrado englobará três linhas de pesquisa: (1) Saúde e Meio Ambiente, (2) Biodiversidade e Meio Ambiente e (3) Ensino de Ciências Naturais. O edital de seleção deverá ser lançado ainda em dezembro de 2019.

“Em linhas gerais, a área de Biodiversidade e Meio Ambiente agrupará projetos de pesquisas que visam o conhecimento da biodiversidade, a conservação de espécies ameaçadas de extinção, uso e ocupação de áreas, recuperação de ambientes degradados, estudo de espécies invasoras e problemas ambientais relacionados, principalmente, ao uso indiscriminado de agrotóxicos. Este último faz uma ponte direta com a segunda área de concentração da proposta, a área Saúde e Meio Ambiente. Esta área propõe compreender a participação das alterações ambientais, causadas pelo uso indiscriminado de agentes químicos no estado de Sergipe, particularmente no Agreste de Itabaiana, e também no desenvolvimento de doenças neurodegenerativas”, informa o comunicado divulgado pela coordenação do curso.

“Além disso, ela agrupa projetos de pesquisa que visam o desenvolvimento e aplicação de produtos naturais, obtidos na região do agreste sergipano, na melhoria da saúde humana e ambiental, como alternativa sustentável, voltadas para as afirmativas de educação em saúde e educação ambiental. Por fim, a área de Ensino de Ciências Naturais, agrupará professores de Biologia, Física, Educação, Química e Geografia, com projetos que visam estudar a formação docente em Ciências Naturais, campo que envolve diretamente aspectos da educação ambiental e educação em saúde, também abordado nas duas outras linhas de pesquisa do programa”, complementa o informe.

Vagas

De acordo com o professor José Ronaldo, coordenador da proposta aprovada, existe a previsão de 20 vagas para ingresso em 2020.1. “Parte das vagas ofertadas serão destinadas a professores e profissionais da saúde do setor público”, diz Ronaldo.

Cabe ressaltar que a aprovação da proposta de mestrado deve-se também aos esforços realizados pela direção do campus, coordenado pelo professor Marcelo Mendes. Segundo ele, “o mestrado em Ciências Naturais representa um grande avanço científico e tecnológico para a região do Agreste de Itabaiana, que apresenta grande potencial para o desenvolvimento. Por outro lado, o mestrado acadêmico contribui para ampliação da produção do conhecimento e fortalecimento do campus”.

Para o pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, Lucindo Quintans, “a aprovação consolida a interiorização da Universidade Federal de Sergipe e fortalece a experiência profissional dos pesquisadores envolvidos no programa”.

Outros programas de pós de Itabaiana

O campus de Itabaiana já oferta dois mestrados profissionais realizados em rede nacional: o Profletas e o Profmat.

O Profletas é um programa presencial que tem como objetivo a formação continuada de professores de Língua Portuguesa da rede pública com ênfase nas séries finais do ensino fundamental (1º ao 9º ano).

Profmat tem como objetivo proporcionar formação articulada com o exercício da docência no ensino básico, visando fornecer ao egresso a qualificação para o exercício da profissão de professor de Matemática. O curso é semipresencial.

Com informações do campus de Itabaiana


Atualizado em: Ter, 10 de dezembro de 2019, 09:17
Notícias UFS