Qui, 21 de setembro de 2017

Campus do Sertão, uma conquista de todos
Jodnes Sobreira Vieira
Aqui está nascendo o futuro. Aqui está sendo edificada a Universidade Federal de Sergipe (UFS) que todos queremos no Alto Sertão Sergipano: maior, mais presente e cada vez melhor. Aqui está surgindo a Universidade que o Sertão merece. Com o início das aulas no Campus de Sertão, a UFS dá mais um importante passo na consolidação do projeto de interiorização do ensino superior em nosso Estado e, apesar de territorialmente a UFS ter sua base em Nossa Senhora da Glória, as ações desenvolvidas no Campus atenderão a todos os municípios do Alto Sertão Sergipano, onde apoiaremos a agricultura... +Informações
Dromocracia Cibercultural: Saturação Tecnológica na Sociedade Contemporânea
Henrique Nou Schneider
Neste espaço, discuto o fenômeno da Dromocracia Cibercultural, apresentando seu conceito, suas características e os efeitos sobre a Sociedade, à luz do livro “A Dromocracia Cibercultural” e do artigo “Estética e Cibercultura: Arte no Contexto da Segregação Dromocrática Avançada”, ambos de Eugênio Trivinho.Dromocracia Cibercultural é o fenômeno que define o estado atual da sociedade, no que concerne a sua relação de uso excessivo e decorrente dependência das tecnologias digitais. Podemos pensá-la como um circuito (fechado), no qual, internamente, existe uma retroalimentação decorrente de um... +Informações
Genocídio Armênio
Silvia Paverchi
recente estremecimento das relações diplomáticas entre Turquia e Brasil, em decorrência da moção de apoio do Senado Brasileiro em 02 de junho último para reconhecimento do genocídio Armênio, reacende novas questões sobre a continuidade das relações bilaterais dos dois países a partir da responsabilização da Turquia pelos massacres ocorridos em 1915.Somente após 6 dias da aprovação da moção, o governo turco manifestou clara desaprovação ao teor do documento, retirando seu embaixador em Brasília, além de pressionar o Brasil, chamando para consultas o embaixador brasileiro em Ancara.O... +Informações
Entre Jabutis e Caranguejos
Comissão de Pós-Graduação e Comissão de Pesquisa/UFS
Entre Jabutis e CaranguejosVivemos um momento desafiador para a pesquisa, inovação e pós-graduação no Brasil. Nos próximos anos os modelos de financiamento das Universidades e Agências de Pesquisa vão sofrer significativos abalos. As Instituições de Ensino Superior já tiveram seus orçamentos drasticamente reduzidos este ano em relação a 2014. Por outro lado, o total de alunos matriculados na educação superior ultrapassou 7 milhões em 2012, a taxa média de crescimento anual nos últimos dez anos é de 8,4% (INEP).Na Universidade Federal de Sergipe o crescimento foi ainda mais exponencial. Nos... +Informações
Gerofobia
Neilson Santos Meneses
Ainda que as transformações demográficas tenham cada vez mais repercutido no aumento da proporção e do número de idosos na sociedade de maneira global, se observa que certos estereótipos com relação a velhice seguem prevalecendo como visões parciais e confusas desta etapa da vida (Martinez,2010, Gomes,2012, Fraiz,2015). Um conjunto de atitudes, em geral negativas que se expressam de diferentes maneiras, no que diz respeito ao envelhecimento, ainda que nem sempre de modo intencional, caracteriza a gerofobia (do grego gero= velho ou idoso fobos= temor, medo) que atrás do rascismo e sexismo é... +Informações
Gizelda Morais, uma mestra para ser sempre lembrada
Beatriz Góis Dantas
Chegou ao fim a trajetória física da multifacetada Gizelda Santana Morais (1939-2015). Mulher de muito pensar, escrever e ensinar, sua memória começa a ser delineada pelos que a conheceram. Aqui, propositalmente, se enfatiza o seu lado de professora e pesquisadora envolvida com as questões da educação.Grandiosa obra recentemente publicada – História e Memória, Universidade Federal de Sergipe, 1968-2012 (Souza, 2015) – à página 274 traz uma foto cuja legenda registra a professora Gizelda Morais, ao lado do reitor Gilson Cajueiro de Holanda, na reunião de implantação dos cursos de... +Informações
FAPITEC/SE: cargos, encargos e rumos da ciência em Sergipe
Antônio Carlos dos Santos
Sêneca, o filósofo romano do século IV antes de Cristo, é conhecido, sobretudo, por suas frases curtas e precisas, como esta: “Não existe vento favorável para o marinheiro que não sabe aonde ir”. Com esta frase, defendia a ideia segundo a qual a vida não depende do destino, da sorte ou da ocasião, mas de determinação do sujeito que dita normas de conduta e que planeja o futuro. É verdade que, como bom romano, conhecia a importância do acaso, mas estava certo que ele não ditava, sozinho, o futuro.Ora, o objetivo deste texto é analisar a situação da FAPITEC-SE no contexto de uma crise... +Informações
Cibersolidão
Henrique Nou Schneider
Venho, aqui, comentar a reportagem da Revista Veja, edição 2442 de 9 de setembro de 2015, sobre o fenômeno da “solidão acompanhada” ou cibersolidão. É senso comum que a utilização intensiva das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) com suporte na internet, aliada aos recursos da Computação Móvel, têm provocado novos comportamentos sociais, notadamente com relação à facilidade de se promover relacionamentos, que, embora superficiais, continuam a ser designados de “amizades”. Porém, quem desenvolve amizades nos moldes tradicionais, sabe que os laços de amizade constituídos... +Informações
Mensagem do reitor aos professores da UFS
Angelo Roberto Antoniolli
Importa quantos somos. Importa como somos. Mas, importa muito mais o que somos. Somos professores. Nem sempre devidamente reconhecidos. Nem sempre expressamente valorizados. Porém, somos o esteio da civilidade. Sem a educação, a sociedade não se teria constituído. A barbárie inicial teria continuado. A educação moldou a sociedade, possibilitou a busca pelo progresso e pelo desenvolvimento. E nós, professores, somos os instrumentos dessa transformação, que é constante e contínua.Os percalços da vida, estruturais e conjunturais, nos afetam. Todavia, não esmorecemos. Não nos deixamos quedar... +Informações
Terezinha Oliva, honra e mérito
Beatriz e Ibarê Dantas, professores eméritos da UFS
A frase em epígrafe, atribuída a Aristóteles, se ajusta muito bem às homenagens que a Assembleia Legislativa de Sergipe presta à professora Terezinha Alves de Oliva, ao atribuir-lhe a Medalha do Mérito Educacional “Manoel José Bomfim”.A riachãoense que, ainda criança de poucos anos, chegou a Aracaju nos anos 50, integrando uma família numerosa, construiu uma bem-sucedida carreira e firmou-se como uma profissional das mais destacadas de nossa intelectualidade pela atuação como professora e agente cultural. Depois de desempenho apreciável nos cursos básicos e no acadêmico, formou-se em... +Informações