Sex, 10 de junho de 2011, 04:07

Técnicos-administrativos decidem entrar em greve
Técnicos-administrativos decidem entrar em greve

Segundo a presidente do Sintufs, a greve é imediata, mas os encaminhamentos começam nesta segunda, 13


Os servidores técnicos-administrativos da UFS decidiram, em assembleia realizada nesta quarta-feira, 8, entrar em greve. Segundo o comunicado enviado pelo Sindicato dos Trabalhadores da UFS (Sintufs), “a decisão foi tomada após a avaliação dos últimos acontecimentos, como o comunicado através de ofício pela Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão informando o cancelamento da reunião com a Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) em 07/06/2011”.

Segundo Edjanária Borges, presidente do Sintufs, a greve é imediata, mas os encaminhamentos quanto às ações de mobilização vão começar na próxima segunda-feira, 13.

De acordo com a Associação dos Docentes da UFS (Adufs), o tema greve não consta em nenhuma pauta de deliberação da entidade que representa os professores. Ainda segundo a Adufs, o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) também não discute a questão.

Reivindicação

Os principais pontos de reivindicação dos técnicos-administrativos, de acordo com o Sintufs, são os seguintes:

- campanha salarial emergencial (inclusão de recursos no orçamento 2011/2012 para reajuste salarial com piso de 3 salários mínimos e step de 5%);
- recursos para aprimoramento da carreira com propostas que resolvam a questão do vencimento básico complementar e reposicionamento de aposentados; racionalização de cargos;
- resolução do anexo IV, com ampliação de percentual horizontal para todas as classes; e
- isonomia salarial e de benefícios, a começar pelo o executivo por ser o menor salário do funcionalismo público.

Mobilização nacional

Na última quarta-feira, 1º, a Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) decidiu entrar em greve a partir de segunda-feira passada, 6. A deliberação foi tomada na plenária nacional realizada em Brasília. Segundo o site da entidade, cerca de 130 delegados, representando 36 de sindicatos de técnico-administrativos em educação das universidades brasileiras, participaram do encontro.

Ainda de acordo com o site da Fasubra, desde essa terça-feira, 7, pelo menos 16 universidades federais entraram em greve. São elas: UFRN; UFRPE; UFSC; UFPE; Ufop; UFMT; UFT; Ufam; UFSM; UFSCar; Ufes; UFRGS; Ufac; Ufra; UFCSPA; e UnB.

Com informações do Sintufs e da Fasubra



Atualizado em: Sex, 10 de junho de 2011, 04:10
Notícias UFS