Seg, 03 de outubro de 2022

E lá se vão 52 anos...
Angelo Roberto Antoniolli
Cinquenta e dois anos em que, no seu decurso, nessas cinco décadas e um pouquinho, a UFS foi se firmando, crescendo, saltando da junção de faculdades públicas e confessionais, para a efetivação de seis Campi (São Cristóvão, o Campus-sede; Aracaju, o Campus da Saúde, que tem como anexo o Hospital Universitário; Laranjeiras, Itabaiana, Lagarto e Sertão, provisoriamente instalado na zona urbana de Nossa Senhora da Glória, mas que, em breve, estará na fazenda de propriedade da EMBRAPA, que foi cedida à Universidade Federal de Sergipe, para esse fim, entre os municípios de Glória e Feira... +Informações
Onisciência: Ficção ou realidade?
Geovânia Nunes de Carvalho
Sem entrar nos detalhes de Onisciente, série disponível na plataforma Netflix, pois aconselho ao leitor assistir a série, farei uma breve análise de seu enredo ficcional a partir de considerações de Maffesoli (2005), Trivinho (2007), Rüdiger (2008), Gerd Leonard (2016), Morin (2016), Harari (2018) e Schneider (2019 e 2020). Seguindo a linha distópica de Black Mirror, Better Than Us e outras produções inspiradas nos impactos da tecnologia e do uso cada vez mais presente e sofisticado das inteligências artificias no cotidiano social, a série brasileira Onisciente, sob a direção de Pedro... +Informações
Todos juntos na luta contra a Covid-19
Clarice Pessoa
Meu amigo vamos juntos,Evitar complicaçãoSobre os perigos em tornoDe toda a população.A tal COVID-19Inimiga da nação!.Esse vírus é um bicho,De tão pequeno não dá pra ver.Entra no corpo da gente,Que nem dá pra perceber.E sobre essa doençaVocê tem que conhecer..Informação é ferramenta,Que ajuda a te proteger.Tem gente que fica doente,E mesmo sem saber.Sai contaminando outros,Ingenuamente sem querer..O vírus sai do doente,Pelo espirro e saliva.Porém o uso da máscara,Dá sim, proteção ativaDeixa o povo tranquiloCom uma esperança viva..Tenha muita atenção,Quando a higiene é pouca.A mão suja toca... +Informações
Embrapa: uma empresa exemplar
Angelo Roberto Antoniolli
É difícil compreender como há pessoas que não dão a mínima para as pesquisas científicas. E pior, quando se sabe que nas esferas governamentais, pelo mundo afora, não investem em pesquisas o quanto deveriam investir.Se há uma área da pesquisa científica que o Brasil tem o que mostrar ao mundo, é a agropecuária. Isso se deve à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA, fundada em 1973 e completando, pois, 47 anos de franca e louvável atividade.A EMBRAPA nasceu sob a batuta de um homem, conhecido como o fundador, Eliseu Roberto de Andrade Alves, ou simplesmente Dr. Eliseu,... +Informações
Violências contra mulheres em tempos de COVID-19
Patrícia Rosalba Salvador Moura Costa
Em tempos de confinamento por causa do COVID-19, órgãos internacionais, organizações não governamentais, movimentos feministas, estudiosas, ativistas dos direitos humanos e algumas instituições de governos estaduais têm chamado a atenção para a possibilidade de agravamento das violências contra mulheres. A relatora especial da Organização das Nações Unidas sobre violência contra mulheres, Dubravka Simonovic, destacou que esse problema pode aumentar durante a quarentena, porque o lar pode ser um lugar de medo e abuso para mulheres e crianças, e indicou, ainda, a necessidade de os entes... +Informações
O que podemos aprender com o Coronavírus?
Cícero Cunha Bezerra
Esta pergunta, tão comum em tempos de dúvidas e temores como os que estamos vivendo diante da pandemia provocada pelo Coronavírus, não se enquadra, precisamente, dentro do que poderíamos chamar de nota de utilidade pública. Com isso quero ressaltar o caráter iminentemente pessoal e reflexivo que norteia o argumento aqui exposto. Neste sentido, se há algo de útil, neste artigo, há que ser descoberto na medida em que cada leitor ou leitora se identifica com a opinião aqui expressa.Como alguém atento aos noticiários e redes sociais, sinto-me invadido, tomado, absorvido por informações que, em... +Informações
A UFS e o Coronavírus
Angelo Roberto Antoniolli
Quando foram anunciados os primeiros casos de crianças nascidas de mães acometidas do Zika vírus, no Brasil, a Universidade Federal de Sergipe adiantou-se e tomou as medidas que foram possíveis e cabíveis para, através do Hospital Universitário, atender as crianças nascidas em Sergipe, portadoras das consequências pertinentes àquele mal. Foram atendidas dezenas de crianças. Ou seja, a UFS prestou um serviço relevante às famílias que, atônitas, muitas vezes não saberiam a quem recorrer. Este é o papel de uma Universidade pública, que está inseria no meio da sociedade e a esta deve... +Informações
O fenômeno “China” na inteligência artificial
Henrique Nou Schneider
No seu livro “Inteligência Artificial: como os robôs estão mudando o mundo, a forma como amamos, nos relacionamos , trabalhamos e vivemos” de 2019, Kai-Fu Lee, sul-coreano com graduação, mestrado e doutorado em Inteligência Artificial (IA) pela Universidade Carnegie Mellon nos EUA, explica de forma elucidativa, o que ele afirma na página 114, cujo parágrafo transcrevo abaixo, e que me servirá como fio condutor desta resenha.“Do jeito que as coisas estão hoje, a China já tem a vantagem em termos de empreendedorismo, dados e apoio do governo, e está rapidamente alcançando os Estados Unidos... +Informações
Resenha de “Uma jornada como tantas”, de Francisco Dantas
Marcio Santana
"Monte na bestinha melada e risque!" Lembram da música? "Vá ligeiro buscar Samarica parteira que Juvita já tá com dô de menino", cantava e contava Seu Lua naquele inesquecível tom improvisado e galhofeiro. A jornada que se narra no sétimo romance do escritor Francisco Dantas, Uma jornada como tantas (Alfaguara, 2019), se passa nesse tempo em que se corria para buscar a parteira, mas é música tocada em uma clave bem diferente.Pouco ou nada tem de galhofa o que conta o então menino Valdomiro, narrador dessa história ambientada no interior de Sergipe, em 1954. Da primeiríssima à última... +Informações
Nova forma de ingresso nos cursos do campus de Lagarto
Angelo Roberto Antoniolli
Quando foi criado o Campus de Lagarto, a ideia central da Universidade Federal de Sergipe era a de melhorar e ampliar o universo de profissionais da área da saúde, no nosso estado. Ali estão ancorados todos os cursos dessa área. Intuímos, pois, da necessidade de colaborar ainda mais com a sociedade sergipana, ao formar jovens devidamente capacitados para atender as necessidades da população, naquilo que diz respeito às diversas profissões da área citada.Com o passar do tempo e a adoção do SISU, muitas das vagas oferecidas nos nossos cursos passaram a ser ocupadas por jovens oriundos de... +Informações