Seg, 16 de dezembro de 2019, 16:54

Educação a distância da UFS recebe nota máxima em avaliação de recredenciamento do MEC
Comissão avaliou in loco as condições de diversos aspectos
Artes: Rafael Jesus (bolsista Design/Ascom UFS)
Artes: Rafael Jesus (bolsista Design/Ascom UFS)

Os cursos oferecidos pelo Centro de Educação Superior a Distância da UFS (Cesad) receberam nota máxima (5) em avaliação de recredenciamento realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC). A comissão esteve na UFS entre os dias 11 e 14 de novembro para verificação de diversos aspectos, como as condições do ensino, pesquisa e extensão.

As notas são atribuídas em uma escala de 1 a 5 - as notas 1 e 2 são consideradas insatisfatórias. “Na dimensão 2 (Planejamento e avaliação institucional) a nota foi 3.6 e, na 3 (Desenvolvimento institucional), nota máxima: 5. Já no eixo 4 (Políticas acadêmicas), 4.92, no 5 (Políticas de gestão), 4.38, e Infraestrutura, 4.62. A dimensão 1 é a análise preliminar”, explica Kleber Fernandes, da Coordenação de Planejamento e Avaliação Acadêmica da UFS (Copac).

Ainda de acordo com Kleber, avaliações como essas permitem que a universidade preste contas à sociedade de tudo que é investido nela. “A universidade tem mostrado, nos últimos 15 anos, a cada ano, de forma crescente, que todos os recursos são revertidos de forma cada vez mais eficiente para população, tanto para os alunos que têm possibilidade de estarem aqui presencialmente, quanto para os que estudam na modalidade a distância”.

O Cesad oferece 11 cursos (dez de licenciaturas e um de bacharelado) em 13 polos. Uma nova graduação entrou na grade no vestibular 2020: Biblioteconomia, a ser ofertada no polo de São Cristóvão. Hoje, há cerca de 3 mil alunos.

Para o professor Antonio Ponciano Bezerra, diretor do Cesad, a educação a distância é uma oferta recente, mas muito necessária. “É preciso que a gente adquira essa cultura, se habitue [sobre a importância da EaD], porque nós trabalhamos com críticas, descrenças. Mas vamos, aos poucos, mostrando resultados e os efeitos positivos, pois estamos formando pessoas que, se não existisse essa modalidade, não teriam conseguido entrar no ensino superior”.

Vestibular 2020


1650 vagas para vestibular interna

O Cesad divulgou edital com 1.650 vagas para o vestibular 2020. As vagas distribuem-se nos polos de Arauá, Carira, N. S. das Dores, Estância, Porto da Folha, Brejo Grande, Japaratuba, N. S. da Glória, Poço Verde, São Domingos, Colônia 13 - Lagarto, Propriá e São Cristóvão.

Os cursos ofertados são: Letras Português, Matemática, Física, Letras Espanhol, Letras Inglês, Química (todas licenciaturas) e Biblioteconomia.

As inscrições ocorrem, exclusivamente, via internet através da página da Comissão de Concursos e Vestibulares (CCV) no período de 10 de janeiro, a partir das 9h, a 17 de janeiro de 2010, até às 16h.

Confira abaixo a entrevista com o diretor Cesad, Ponciano Bezerra.


Professor Antonio Ponciano Bezerra está à frente do Cesad.
Professor Antonio Ponciano Bezerra está à frente do Cesad.

- Para o senhor, quais as principais diferenças entre o ensino a distância e o presencial?

Nossos laboratórios funcionam dentro das condições brasileiras, não dentro das condições sergipanas. Então, os computadores funcionam bem, os alunos têm o material didático online e também recebem o conteúdo impresso. Além disso, temos os encontros presenciais que acontecem nos polos e aqui na sede. Nós regionalizamos o ensino, sem falar que temos três expedientes, tutores online e os dias nos quais os professores atuam.

- Por que o ensino superior a distância faz-se tão importante?

Eu sou um defensor da educação a distância. Com essa modalidade, não temos mais distância para fazer um curso superior, ele chega até você. É errado achar que é um curso facilitado; não tem nada de facilitado, pois são os mesmos professores que produzem material didático e que acompanham os alunos durante todo curso. Um bom aluno de educação a distância é melhor do que o bom aluno do curso presencial.

- Quantas turmas são formadas por ano?

Sempre temos um bom contingente de alunos se formando por ano, são duas formaturas. O diploma não tem nenhuma diferença dos demais, damos a mesma assistência a todos os polos e fazemos visitas regulares.

- Ao todo, são quantos professores?

Depende da oferta, às vezes chegamos a 170 professores. Quando temos, por exemplo, três vestibulares seguidos, temos um número mais alto. Atualmente, há cerca de 3 mil alunos.

Sobre a avaliação

Toda instituição de ensino superior, seja na modalidade presencial ou a distância, ao entrar no Sistema Federal de Ensino, precisa atender as exigências do MEC e ser aprovada pela comissão avaliadora, com o objetivo de obter o credenciamento. Depois, são submetidas ao processo avaliativo para obter o recredenciamento, solicitado ao final de cada ciclo avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Veja aqui os tipos de avaliação do ensino superior realizados pelo MEC.

Ascom

comunica@ufs.br


Atualizado em: Seg, 16 de dezembro de 2019, 17:12
Notícias UFS