Qua, 23 de agosto de 2017

Como os mercados de trabalho regionais estão sendo impactados pela crise
Como os mercados de trabalho regionais estão sendo impactados pela crise
Ricardo LacerdaO ajuste econômico tem na deterioração do mercado de trabalho uma de suas peças basilares. As medidas de ajuste visaram desde o início fragilizar o mercado de trabalho com o intuito não ocultado de reduzir o poder de barganha da classe trabalhadora como forma de conter pressões inflacionárias. Nesse sentido, o ajuste significa não apenas a compressão do consumo para caber no “produto potencial” do país, como sua outra face, do ponto de vista da renda, que é a redução da participação dos rendimentos do trabalho na geração da riqueza nacional. O processo já se encontra em... +Informações
Mensagem do reitor aos professores da UFS
Mensagem do reitor aos professores da UFS
Thumb artigo verdeOs percalços da vida, estruturais e conjunturais, nos afetam. Todavia, não esmorecemos. Não nos deixamos quedar numa espécie de “zona de conforto” ou numa “zona de conflito”. Não nos acomodamos. Somos de buscas. Somos de luta. Somos como pontas de lança no dinamismo da vida social. Não somos estrelas, mas iluminamos. Espalhamos uma centelha de luz que serve para mostrar caminhos e para definir caminhadas.Importa quantos somos. Importa como somos. Mas, importa muito mais o que... +Informações
Campus do Sertão, uma conquista de todos
Campus do Sertão, uma conquista de todos
Jodnes Sobreira VieiraAqui está nascendo o futuro. Aqui está sendo edificada a Universidade Federal de Sergipe (UFS) que todos queremos no Alto Sertão Sergipano: maior, mais presente e cada vez melhor. Aqui está surgindo a Universidade que o Sertão merece. Com o início das aulas no Campus de Sertão, a UFS dá mais um importante passo na consolidação do projeto de interiorização do ensino superior em nosso Estado e, apesar de territorialmente a UFS ter sua base em Nossa Senhora da Glória, as ações desenvolvidas no Campus atenderão a todos os municípios do Alto Sertão Sergipano, onde... +Informações
Cibersolidão
Cibersolidão
Henrique Nou SchneiderVenho, aqui, comentar a reportagem da Revista Veja, edição 2442 de 9 de setembro de 2015, sobre o fenômeno da “solidão acompanhada” ou cibersolidão. É senso comum que a utilização intensiva das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) com suporte na internet, aliada aos recursos da Computação Móvel, têm provocado novos comportamentos sociais, notadamente com relação à facilidade de se promover relacionamentos, que, embora superficiais, continuam a ser designados de “amizades”. Porém, quem desenvolve amizades nos moldes tradicionais, sabe que os laços de... +Informações
FAPITEC/SE: cargos, encargos e rumos da ciência em Sergipe
FAPITEC/SE: cargos, encargos e rumos da ciência em Sergipe
Antônio Carlos dos SantosSêneca, o filósofo romano do século IV antes de Cristo, é conhecido, sobretudo, por suas frases curtas e precisas, como esta: “Não existe vento favorável para o marinheiro que não sabe aonde ir”. Com esta frase, defendia a ideia segundo a qual a vida não depende do destino, da sorte ou da ocasião, mas de determinação do sujeito que dita normas de conduta e que planeja o futuro. É verdade que, como bom romano, conhecia a importância do acaso, mas estava certo que ele não ditava, sozinho, o futuro.Ora, o objetivo deste texto é analisar a situação da FAPITEC-SE no... +Informações
Um momento para partilhar
Angelo Roberto Antoniolli*
As pessoas devem viver em torno do que acreditam, buscando aplicar na prática da vida profissional e pessoal tudo aquilo que se constitui em valores e princípios éticos que defendem e que almejam ver disseminados na sociedade.A vida de um farmacólogo lavrada na atividade docente, manipulando plantas, poções e fórmulas, assimilando conhecimentos e inovações, mas, acima de tudo, predispondo-se a apontar caminhos aos alunos, já é, por si mesma, encantadora. E o encanto reveste-se do zelo e da dedicação, especialmente quando a sala de aula e o laboratório não servem como uma espécie de “zona... +Informações
Mais energia e menos despesa para a UFS
Angelo Roberto Antoniolli*
A Administração Pública, quer seja direta, quer seja indireta, nas três instâncias federadas, deve ser eficientemente planejada e, a partir daí, deve executar as correções de rumo, ou seja, as necessárias adequações, a fim de atender as demandas que vão surgindo. Como é do conhecimento geral, o campus da Universidade Federal de Sergipe em São Cristóvão, denominado Cidade Universitária Professor José Aloísio de Campos, começou a funcionar no início da década de 1980. E lá se vão 37 anos. Algumas adequações foram implantadas em sua infraestrutura, mas, muito mais do que as adequações, foram... +Informações
A UFS e o TRT
Angelo Roberto Antoniolli*
Ao longo de nossa gestão à frente da Universidade Federal de Sergipe, estando há menos de um ano do segundo mandato, como nos fora confiado pela comunidade acadêmica, temos procurado manter várias parcerias com entidades e órgãos públicos, os mais diversos. Do mesmo modo, temos procurado o apoio de agentes públicos e políticos, nos Poderes Executivo e Legislativo. Sobre isso, aliás, já publicamos, aqui, no JORNAL DA CIDADE, alguns artigos.            Entendemos que a prática administrativa deve nos levar à busca de soluções compartilhadas sempre que isso for possível e viável. Não podemos... +Informações
Uma área definitiva para o campus do Sertão
Angelo Roberto Antoniolli*
O campus da UFS no sertão sergipano, com sede provisória em Nossa Senhora da Glória, ainda se ressente de uma área onde possa instalar definitivamente. Depois de algumas marchas e contramarchas, em 2015, eis que uma solução pareceu viável de concretizar-se. Trata-se de uma fazenda pertencente à Embrapa. E à Embrapa sediada em Petrolina (PE), apesar de a mencionada fazenda situar-se na confluência dos municípios de Nossa Senhora da Glória e Feira Nova, mais para este do que para aquele.Ao tomarmos conhecimento da área, pouco explorada pela Embrapa, buscamos o apoio inicial da Embrapa... +Informações
Alice no País das Maravilhas, o Levítico, o goleiro Bruno e o mistério do texto
Oscilene de Souza*
A Poetisa Iara Vieira (1949-2003) Na época da graduação, fui aluna de Iara.Com ela, aprendi o essencial à produção escrita:“Não podemos dizer tudo no texto.O texto há de ter o seu mistério.É isso que faz o leitor ficar, é isso que faz o leitor pensar”.  Cada dia mais atual, a história de Alice no País das Maravilhas, contada há 150 anos pelo professor de matemática Charles Lutwidge Dodgson às irmãs Alice, Lorina e Edith Liddell, às margens do rio Tâmisa, Oxford, continua despertando o fascínio de adultos e crianças. Com o pseudônimo de Lewis Carroll, o britânico Ddogson entraria para a... +Informações