Pgina Principal

 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Estilo atual: Padrão

Secretário do MEC elogia expansão de vagas

Secretário do MEC (e) e reitor descerram placa de inauguração. (Adilson Andrade)Secretário do MEC (e) e reitor descerram placa de inauguração. (Adilson Andrade)

Vagas na graduação presencial ampliaram 68,4%, superando as demais Ifes

O secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/MEC) Amaro Henrique Pessoa Lins disse hoje que “a UFS é um dos melhores exemplos pelo atual momento por que passa o ensino superior no Brasil”. O professor se sustentava nos dados segundo os quais a UFS superou a meta do Reuni (2008-2012) na criação de vagas (a instituição ampliou a oferta de vagas na graduação presencial em 68,4% entre 2005-2009, enquanto o conjunto das Ifes teve um crescimento de 58,9%).

Os indicadores da UFS, para o ex-reitor da UFPE, registram ainda um elemento diferenciador: o fato de o campus de Laranjeiras concentrar cursos que não encontram espaço na estrutura universitária. Mereceu destaque também o campus de Lagarto, que abriga cursos da área da saúde no interior do Estado.  

O secretário do MEC participou na manhã desta segunda, 14, do evento de inauguração do prédio do curso de Farmácia, dos mezaninos do CCET e CCBS e do cercamento do campus de São Cristóvão. Amaro Lins assumiu o posto de secretário em fevereiro. Este é o primeiro evento que participa em tal posição. Para ele, “esses eventos não representam apenas inaugurações de obras de cal e cimento, mas um compromisso com a nação brasileira”.

O reitor Josué Modesto dos Passos Subrinho agradeceu ao secretário o “início do périplo de inaugurações pelo país na UFS”. Lembrou também da paciência dos professores do Núcleo de Farmácia por conta da demora da estruturação do espaço, uma vez que as obras ficaram paradas por força de problemas com a construtora. O reitor adiantou que foi contratada uma empresa para erguer o segundo andar do prédio.

Após relatar pormenores sobre o percurso pelo qual o projeto do Núcleo de Farmácia percorreu, Josué finalizou. “Estamos encerrando o ciclo na administração da universidade. A instituição tem muitos problemas, mas também muitas realizações”.

À tarde, o secretário e o reitor vão a Lagarto observar o andamento das obras da sede definitiva do campus e visitar a sede provisória.

Para saber mais sobre o processo de expansão da UFS, leia o Relatório de Gestão com a prestação de contas de 2011.

UFS 44 anos

As inaugurações fazem parte da programação pelos 44 anos da UFS, que faz aniversário na terça-feira (15 de maio). O prédio de Farmácia possui mais de 1.000m² de área e custou mais de R$ 1 milhão. Ele trará laboratórios e salas para aula e pesquisa, de graduação e mestrado.

“Professores que não têm poderão ter seus laboratórios, e os alunos terão mais espaço para atividades práticas e pesquisa de qualidade”, diz o professor Charles Estevam, chefe do Departamento de Fisiologia, no qual o núcleo se vincula. Fundado 11 anos, o Núcleo de Farmácia hoje conta com 11 professores, cerca de 300 estudantes de graduação e aproximadamente 40 alunos de mestrado. O núcleo planeja a contratação de mais professores, e a criação do curso de doutorado.

Foram inaugurados ainda o cercamento do campus de São Cristóvão, que custou R$ 823 mil e possui mais de 3 mil metros de comprimento, e 13 mezaninos do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET), que medem mais de 1.500m2 de área construída, e 30 do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), com área superior a 2.200 m2.

Programação

Outros eventos em alusão aos 44 anos da universidade ocorrerão até 29 de maio. Entre os dias 14 e 29 haverá uma mostra fotográfica no hall da Reitoria organizada pela professora Beatriz Colucci, chamada “Vida de Interior”. Na terça, 15, haverá às 19h no auditório da Reitoria uma sessão solene dos Conselhos Superiores que vai homenagear professores, técnicos e políticos (saiba mais aqui).   

na quarta, 16, haverá um Concerto Sinfônico às 20h no Tetro Tobias Barreto, com apresentações da Orquestra Sinfônica da UFS (Osufs), do Coral da UFS (Corufs), da Orquestra Sinfônica Vale do Cotinguiba e de artistas convidados, como o guitarrista César Ribeiro e a cantora Vanessa Lockhart. Além de peças eruditas, serão executadas peças de rock sinfônico. No palco estarão, aproximadamente, trezentos músicos.

No dia 17 a Editora UFS fará um lançamento de livros, às 17h, no Museu da Gente Sergipana. E no dia 23, às 16h30, no Centro de Vivência do campus de Lagarto, a Orquestra de Câmara e o  Corufs irão se apresentar.

Ascom

comunica@ufs.br

seg, 14/05/2012 - 14:05