Pgina Principal

 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Estilo atual: Padrão

Codap é a 9ª melhor escola pública do Brasil, segundo Ideb

Em relação a Sergipe, o Codap ocupa a 1ª posição

O Colégio de Aplicação da UFS (Codap) obteve um índice de 6,9 e ficou naposição entre as escolas públicas do Brasil com melhor desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2011. O cálculo se refere do 6º aoanos (o Codap não oferta as séries iniciais do ensino fundamental). Outras três escolas (também federais) obtiveram o mesmo índice. O Colégio de Aplicação da UFPE ocupou a 1ª posição, com 8,1, seguido pelo CE Waldemiro Pitta, de Cambuci-RJ, que obteve um índice de 7,8.

Em relação a Sergipe, o Codap ocupa a 1ª posição, seguido pela Escola Estadual São Domingos Sávio, de Aracaju, e pela Escola de Ensino Fundamental Sagrada Família, de Neópolis, ambas com índice de 4,9. Os levantamentos foram realizados pelo UOL a partir dos dados divulgados pelo Ministério da Educação anteontem, 14. Veja os dados nacionais e locais.

Para o diretor do Codap Nemésio Silva, o bom desempenho da escola se deve “às boas práticas do colégio”, que congregam os professores, alunos e técnicos administrativos. “A direção do colégio é formada a partir de um colegiado - o conselho administrativo -, constituído por todos os professores, pelos técnicos administrativos e pela representação discente, que é o grêmio escolar”.

“Outro dado importante é em relação à autonomia do colégio que, a partir do conselho administrativo, produz as normas de avaliação, o currículo escolar e o regimento interno. Por fim, [devem-se levar em conta] as propostas pedagógicas, que englobam os campos do ensino, da pesquisa e da extensão, envolvendo professore e alunos, como nos projetos de língua portuguesa e matemática”, completa o professor.

Histórico

O MEC realizou os dois primeiros levantamentos do Ideb por amostragem. Em 2005, o Codap obteve 5,5 e em 2007 a escola não participou porque não foi sorteada. Em 2009 ficou na 20ª posição no ranking nacional com um índice de 6,5 e, agora, 6,9 (nona posição). Em todas as participações o colégio atingiu a primeira posição entre as escolas públicas sergipanas.

O Codap conta atualmente com 30 professores efetivos e 7 substitutos. A escola contempla também o ensino médio. O MEC não divulga os dados do Ideb dessa etapa por escola.

Visite a página do Codap.

Ideb 2011

O levantamento do Ideb 2011 aponta que a educação brasileira avançou nos últimos anos. O Brasil, de acordo com os dados, atingiu as metas estabelecidas em todas as etapas do ensino básicoanos iniciais e anos finais do ensino fundamental e ensino médio.

Nos anos iniciais (primeiro ao quinto), o Ideb nacional alcançou 5,0. Ultrapassou não a meta para 2011 (de 4,6), como também a proposta para 2013, que era de 4,9. Nessa etapa do ensino, a oferta é prioritariamente das redes municipais, que concentram 11,13 milhões de matrículas, quase 80% do total. O Ideb para os anos iniciais do ensino fundamental da rede municipal foi calculado em 5.222 municípios. A meta para 2011 foi alcançada por 4.060 deles (77,5%).

Nos anos finais (sexto ao nono) do ensino fundamental, o Ideb nacional atingiu 4,1 em 2011 e ultrapassou a meta proposta, de 3,9. Considerada tão-somente a rede pública, o índice nacional chegou a 3,9 e também superou a meta, de 3,7.

Assim como nos anos iniciais, a evolução constante do Ideb nos anos finais do ensino fundamental garante o aumento da proporção de matrículas nas faixas de índice mais elevado. Em 2005, 56,2% dos estudantes da rede pública (7,5 milhões) concentravam-se em faixas de Ideb inferiores a 3,4. Em 2011, o percentual caiu para 26,59% (3,2 milhões de matrículas). Redes com Ideb acima de 4,5 atendiam a pouco mais de 300 mil estudantes (2,44%). Agora, abrangem mais de 2 milhões (17,17% do total de matriculados).

De todos os municípios submetidos à avaliação do Ideb para os anos finais do ensino fundamental (cerca de 4,3 mil), 62,5% atingiram as metas, que foram superadas também em todas as regiões do país.

Sergipe, no entanto, não atingiu as metas delineadas pelo MEC. Nas séries iniciais do ensino fundamental o Estado atingiu a nota de 4,1 (meta de 4,6) e nas séries finais a nota foi de 3,3 (meta de 3,9).  

Sobre o Ideb

O Ideb foi criado pelo Inep em 2005, em uma escala de zero a dez. Sintetiza dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: aprovação e média de desempenho dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb e a Prova Brasil. Saiba mais aqui.Cor

Correção

Diferentemente do informado na matéria, os anos finais no ensino fundamental compreendem do 6º aoanos (e não do 5º ao 9º, como constava anteriormente). os anos iniciais são do 1º aoano.

Com informações do UOL e do Portal do Inep/MEC

qui, 16/08/2012 - 14:37